Ministração de Celula da semana: O Deus do Sim

Ministração de Célula

Tema: O Deus do Sim

                                                                                                                                                       Texto: “Porque o Filho de Deus, Jesus Cristo, que entre vós foi pregado por nós, isto é, por mim, e Silvano, e Timóteo, não foi sim e não; mas nele houve sim. Porque, quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós” (II Cor. 1: 19, 20)
Introdução: Quando Paulo escreve sua segunda epístola aos Coríntios, dentre tantas preciosidades, ele nos mostra com grande clareza o caráter constante de Deus ao se posicionar favoravelmente em relação as suas promessas não hesitando ou se esquecendo delas, antes confirmando-as dizendo sim a todas elas. Deus não se perde no tempo, não se esquece daquilo que falou, ainda que aqueles a quem foram direcionadas suas promessas se mostrem infiéis    (II Tm. 2: 13), Ele é fiel e irá trabalhar para que aquilo que foi proferido por sua boca não caia por terra, antes se cumpra.

1 – Quando Deus diz sim – É de suma importância conhecer a Deus e obedecer a Ele em amor. O alinhamento com a sua vontade, a disposição de obedecer e de conformar a vida ao querer dele nos fará ouvir o sim de sua parte. Deus diz sim quando a sua soberana vontade prevalece em nós. Antes de existirmos, Ele selou um propósito para a nossa existência            (Ef. 1: 11, 12), e as promessas nos encaminham e nos interam acerca dessa vontade eterna como uma estrada bem sinalizada para aquele que trafega nela.

2 – Quando Deus diz não – Deus não tem prazer em contrariar a ninguém. Ele não se compraz na morte, na derrota, na tristeza e na aflição daqueles que Ele mesmo criou para glória e louvor do seu nome. Mas, quando Ele percebe que há nos nossos corações intenções contraditórias à sua vontade, caminhos que podem nos levar para lugares distantes dele e do melhor para nossas vidas, ele não hesita em dizer não. O não de Deus é amor, sempre visa nossa segurança, sempre tem o caráter de nos conservar em alegria. Ele tem olhar amplo, enxerga toda a distância, sabe todos os caminhos que ainda não trilhamos e quer nos guiar em triunfo em todas as estâncias da nossa existência. Deus nos ama e diz sim, mas por nos amar, também diz não.

3 – Quando Deus diz espera – Viver a vida com Deus é uma doce aventura. Não existe nada mais desafiante e estimulador do que relacionar-se com Deus e buscar nele dia após dia o caminho a ser seguido. O Pai nunca nos dará todo a caminho a ser seguido de antemão, Ele sempre quer gerar em nós dependência, e dependência é fruto de proximidade. Aquele que é íntimo do Pai, vê nos dias que são gerados aos seus pés a perda da ansiedade de ver fatos e situações se concretizarem. A espera se torna mais preciosa do que a conquista propriamente dita. A espera se torna a conquista e a vitória uma conseqüência da espera. A espera é terapêutica, esperar cura, revigora, restaura, amplia a visão, nos posiciona, nos molda, tem poder de nos amansar, de nos tornar mais doces, mais amáveis, mais voltados para o bem do que para o egoísmo das vitórias pessoais que nos levaram primeiramente à busca em Deus. Devemos ser gratos a Deus por nos aferir na busca. Por mudar nossa trajetória de busca, por nos tirar do egoísmo e nos fazer ver o que é melhor. Deus é melhor, e suas promessas nos endereçam a Ele. Deus diz espera quando nosso caráter não está pronto e de alguma forma poderemos por a perder aquilo que ele possa vir a nos confiar. Se Deus diz espera é porque Ele está trabalhando para que o bem não seja apenas momentâneo, mais permanente.

Conclusão: Não permita que haja em seu coração nenhuma desconfiança a respeito do Deus que você serve. Não permita que o inimigo lance setas de incerteza ao seu coração. Deus é sim. O que Ele falou, Ele cumprirá. A sua saída é certa e Ele virá a você como chuva e regará toda a sua vida com as mais preciosas bênçãos. Com certeza o melhor está por vir.

Post to Twitter

Sobre prisrael